Blasés

quinta-feira, 28 de janeiro de 2010

Jeffrey Scott Buckley foi um grande cantor que infelizmente não viveu tempo suficiente para cair nos braços das grandes massas. Eu mesmo só o descobri dez anos após sua trágica e precoce morte(morreu afogado e aos 31 anos)porque graças a Deus ele é influencia de grande parte das bandas que eu gosto. Além de ter uma voz excepcional ele é era um letrista de muito feeling... Suas letras falam das relações interpessoais de uma forma peculiarmente sofrida e com aquele tom de adeus. Ele é um excelente exorcista e um bom companheiro para aquelas horas de dor de cotovelo... aí vai a poesia... na verdade ela é uma musica(qndo tiver paciencia posto ela aqui):

Curto tempo

...O brilho enterno de um amor,
a sensação de um clamor...
o medo de partir e não ter feito nada
a urgência de finalizar
uma obra
é o prenúncio
de quem sabe que o tempo,
o tempo é curto...

Um último adeus
no banho de rio
é o fim do brio
de enfrentar
o amor e os seus mistérios
a poesia e os seus critérios
é mais um dos bons
que a gente perde
pro egoísmo
da dama da noite...

E os anjos no céu
o recebem cantando:
"aleluia"

1 comentários:

Quesia disse...

poxa, descobri hj (25/05/10) o seu blog (entrei no meu e-mail e acho q vc colocou nas atualizações de seu msn)... e por louco q pareça, qnto mais eu leio suas poesias ou ouço suas músicas e agora lendo este post, percebi q a gente (às vezes)escreve de forma parecida! o início desse post me faz lembrar o início de um post meu (http://ad-scribendum.blogspot.com/2010/04/impressoes-memoria-olfativa.html) ... qr dzr... o tema é diferente, mas o início trás uma certa similaridade...

Creative Commons License
André Dias Textos by Pensamentos Avulsos is licensed under a Creative Commons Atribuição-Uso Não-Comercial-Vedada a Criação de Obras Derivadas 3.0 Brasil License.